4

Felicidade de Noiva – 9 anos de muito amor

Meus amores,

Hoje estou particularmente feliz. Em 23 de abril de 2003 minha história de amor começou a ser escrita com essas palavras:

E já mudou.

Há exatos 9 anos, o homem da minha vida apareceu justamente na minha vida. Alguns dizem que é sorte. Outros chamam de destino. Eu acredito em plano de Deus. Não tenho dúvidas de que foi Ele quem reservou pra mim essa felicidade.

Nas últimas semanas, eu e o Tiago recebemos vários presentes. Não falo de presentes físicos. Algumas pessoas que sequer nos conheciam resolveram, de repente, celebrar o amor junto com a gente. De longe ou bem de pertinho. Amigos ligaram. Outros mandaram mensagens. Até novas pessoas entraram na nossa lista de “para sempre”. O mais interessante é que algumas delas sequer sabiam que essa data tão importante pra gente estava se aproximando. Coincidência ou providência?

Tenho percebido com o passar do tempo que amor gera amor. É uma corrente. Algo inexplicavelmente entrelaçado e forte. E não estou falando só de amor homem-mulher. Mas quando você deixa que esse sentimento entre na sua vida, ele vai invadindo cada pedacinho de você e não consegue ficar só por dentro. O amor transborda, derrama, se espalha, toma caminhos e proporções que são difíceis de imaginar.

Hoje, mais romântica e apaixonada do que nunca, talvez até um pouco piegas, eu tenho a alegria de dizer que sou amada, que amo e que quero viver isso pra sempre! Também tenho que contar pra vocês que a nossa comemoração foi ontem. Mas os detalhes desse momento ímpar eu só vou dizer depois. Por enquanto, só posso adiantar que foi memorável!

Obrigada a todas vocês que me mandam e-mails carinhosos, que acompanham o blog e sabem que  ser noiva é muito mais do que escolher vestido, arrumar decoração, pensar no penteado etc. Ser noiva é respirar amor todo dia! E isso é bom demais.

Um xêro em vocês, suas lindas. Um beijo especial pro nêgo do meu coração. E feliz 23 de abril pra todos nós.

*Nota: Hoje também é dia de São Jorge. E em alguns países, como a Espanha, se comemora o dia dos namorados em 23 de abril. A tradição é que o namorado dê flores e a namorada dê um livro (também é o dia mundial do livro).  #ficaadica

 

1

Making of – Salões x Fotógrafos

Esse final de semana surgiu no facebook do fotógrafo Fábio Meireles uma saudável discussão sobre o momento do making of da noiva. Ele contou: “Noiva de hoje já perdeu 40 min do making of. Esperando no salão, que insiste em saber, mais que eu, o que deve ser fotografado. Daqui a 20 min preciso ir para a igreja”. Mais tarde ele falou pra gente que os 20 minutos que teve foram mais que suficientes e que “… a dona do salão foi muito gentil e as fotos ficaram ótimas. Já estou acostumado a contornar adversidades”. Deu tudo certo com essa noiva, mas outras tantas ficaram apreensivas com a situação e, claro, imaginando como seria o próprio dia… Esse é um tema que a mim interessa particularmente e resolvi, por isso, levar a diante a conversa.

Primeiro vamos falar de respeito. Claro que alguns (poucos) minutos de atraso podem acontecer e são inevitáveis em muitas circunstâncias, mas pontualidade além de ser uma questão de etiqueta básica, é também de respeito em todos os aspectos.  Se um horário foi marcado, ele deve ser, na medida do possível, cumprido (por todos os envolvidos). Depois, é preciso entender que todo profissional tem uma função específica e que, para que tudo ocorra bem, é preciso saber qual o seu papel. Conhecer a sua posição e dar espaço para que o outro ocupe a dele também é uma questão de respeito. E de bom senso!

Além disso, como comentei no facebook, o making of não é só o penteado e a maquiagem! É o abraço na mãe, a espiadinha do pai, a ligação para o noivo, o nervosismo, a alegria, o “namoro” com o vestido, o brinde com as amigas ou com os próprios profissionais do salão, os detalhes, mimos, poses e todas as emoções do antes de casar…

Hoje, muitas noivas estão optando por se arrumar em ambientes como hotéis ou em casa para ter essa liberdade. Claro que os salões de beleza só querem que a noiva fique maravilhosa e que tenha um dia incrível! Talvez justamente por isso tomem cuidados exagerados que podem reduzir as opções de fotos. E essa deve ser SEMPRE uma decisão da noiva, única e exclusivamente dela. Se ela quer ser fotografada descabelada e feliz, não há problema algum nisso!

Aliás, apesar de o texto ser um pouco generalista, é bom enfatizar que não são todos os salões que agem assim. Alguns, pelo contrário, dão total abertura para que as fotos sejam realizadas da maneira mais espontânea possível. Infelizmente, estes não são a maioria e como essa é uma queixa recorrente de vários fotógrafos e noivas, achei que cabia a reflexão em torno do tema.

Vale acrescentar que quem conhece um pouco que seja de penteado e maquiagem sabe que são artes que apenas poucas mãos talentosas são capazes de fazer com perfeição. Mas nunca é demais lembrar que a caprichosa pintura feita em uma noiva, por exemplo, só tem uma maneira de ser eternizada: em imagens (paradas ou em movimento). Se estes registros vierem com um sorriso ou até mesmo uma lágrima de emoção, o efeito é ainda mais arrebatador. Como não estamos falando de atores, simular esses momentos está fora de cogitação.

Pra finalizar e, agora, sendo bem objetiva: Qual o problema de liberar o fotógrafo no momento em que ele chega?! A não ser que a noiva não queira, eu ainda não encontrei nenhuma explicação para isso. Se você tem uma, por gentileza, compartilhe!